#023

14:31


Eu penso muito sobre o futuro. Não somente o meu, mas o futuro do mundo também. Andando em uma rua perto de Brick Lane, eu comecei a reclamar sobre uma coisa que queria que fosse diferente. E sobre porque outras coisas não acontecem um pouco mais rápido. Com essa necessidade de sempre querer planejar tudo, não saber o que está prestes a acontecer é como o fim do mundo pra mim, uma morte lenta.
Mas de novo, tem esse momento onde eu paro de fazer tudo o que estou fazendo para tirar uma foto de algum lugar ou apenas olhar, esperando quem vai passar por ali, se vai chover, se o céu vai mudar de cor. E de repente, o sentimento de não ter ideia do que vai acontecer, é mais incrível e esquisito sentimento de todos, como o fim do mundo deve ser.


(A série "Sobre Londres" faz parte dos textos que escrevi enquanto estava morando na cidade. Para ler todos, clique aqui.)

You Might Also Like

0 comentários

Posts Populares

COLETIVE-SE